Acompanhe

São Paulo acerta retorno de Rogério Ceni

Ceni volta ao São Paulo
Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Telegram

Rogério Ceni

Rogério Ceni Foto: Reprodução


O São Paulo agiu rápido para encontrar um novo técnico depois da saída de Hernán Crespo. O clube paulista acertou o retorno do ídolo Rogério Ceni, desde sempre visto como principal nome para o cargo, como antecipado pelo UOL Esporte. O ex-goleiro comandou a equipe em 2017 e agora volta para uma segunda passagem.

O anúncio da volta de Rogério Ceni foi feito em nota oficial pelo São Paulo. O treinador aceitou um contrato válido até dezembro de 2022. O clube anunciou que o novo técnico deverá comandar a equipe contra o Ceará, amanhã (14), às 19h (de Brasília).

"Precisávamos tomar uma decisão rápida, e, indo ao encontro da nossa linha de raciocínio e ao diagnóstico de todo o departamento de futebol, a opção correta era o Rogério Ceni. Já havia deixado claro que, em caso de vacância no cargo, ele seria a nossa primeira alternativa, se estivesse livre no mercado. Como bom são-paulino que é, não precisou de mais de 15 minutos para acertar essa volta para casa", disse o presidente Julio Casares, na nota oficial.

Ceni chega ao São Paulo com a missão de trazer a paz em uma temporada conturbada. Depois do título do Paulistão, que tirou o clube da fila de oito anos, Hernán Crespo não conseguiu repetir os bons resultados. A equipe sofreu com muitas lesões e acabou eliminada da Libertadores e da Copa do Brasil, para Palmeiras e Fortaleza, respectivamente.

Ídolo na época de jogador, Ceni comandou o São Paulo em sua primeira passagem em apenas 35 jogos, com 14 vitórias, 11 empates e 10 derrotas. Ele acabou demitido em julho de 2017, nove meses depois do anúncio de sua contratação.

Em seu retorno, Ceni enfrentará a resistência da Independente, principal torcida organizada do São Paulo. Em nota oficial, os torcedores criticaram a decisão da diretoria de demitir Hernán Crespo e se mostraram incomodados com a postura de Ceni na época em que comandou o Flamengo.

"Primeira coisa, se acontecer: queremos declaração pública de 'desculpa', quando diminuiu nossa torcida diante dos cariocas. Não adiantou puxar o saco, 'M1to'? Agora volta o 'ídolo'? Ídolo foi o jogador. O técnico ainda é zero história e deve pedido de perdão", diz a nota da torcida.

O São Paulo ocupa apenas a 13ª colocação do Brasileirão, com 30 pontos em 25 rodadas. Amanhã (14), a equipe recebe o Ceará, no Morumbi. Na segunda-feira (18), mais uma vez em casa, o adversário será o Corinthians.

Fonte: Folhapress

Dê sua opinião: