Acompanhe

Servidora da Vara de Família é presa acusada de cobrar para agilizar sentença

Mulher é acusada de cobrar R$ 2 mil
Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Telegram

Polícia Civil

Polícia Civil Foto: Reprodução

A Polícia Civil do Piauí, por meio do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO), realizou nesta segunda-feira (16) a prisão de uma funcionária de uma Vara de Família de Teresina, identificada por Kelly Layane Rodrigues Ferreira Gomes, 26 anos, acusada de praticar corrupção.

De acordo com GRECO, uma pessoa foi abordada pela funcionária que solicitou a quantia de R$ 2 mil para agilizar o trâmite processual de uma ação de separação cumulada com pensão alimentícia ajuizada em 2013.

O GRECO informou que a prisão foi efetuada no estacionamento em frente ao Fórum após o pagamento da referida quantia.

A funcionária foi autuada em flagrante delito pelo crime de corrupção e será encaminhada para audiência de custódia nesta terça-feira (17).

As diligências foram executadas por policiais civis do Greco e da Delegacia Especializada no Combate à Corrupção (DECOR).

O Tribunal de Justiça do Piauí (TJPI) e a Corregedoria Geral da Justiça emitiram nota afirmando que não compactuam com quaisquer condutas ilegais e que, em caso de acusação contra servidor, são adotadas todas as providências legais.

Nota à imprensa
O Tribunal de Justiça do Piauí (TJPI) e a Corregedoria Geral da Justiça informam que não compactuam com quaisquer condutas ilegais e que, em caso de acusação contra servidor, são adotadas todas as providências legais, como a abertura de Processo Administrativo Disciplinar caso haja indícios suficientes, obedecendo a todos os preceitos legais.

Da Redação

 

Dê sua opinião: