Acompanhe

Suspeito de ameaçar criança de 5 anos com arma é reconhecido como militar do Exército

A criança de 5 anos estava com a mãe e o militar com a família em um restaurante na zona Sul de Teresina quando o fato ocorreu.
Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Telegram

Homem é suspeito de ameaçar criança de 5 anos com arma de fogo em banheiro de restaurante

Homem é suspeito de ameaçar criança de 5 anos com arma de fogo em banheiro de restaurante Foto: Arquivo Pessoal G1Piauí

A assessoria de comunicação do 25º Batalhão de Caçadores confirmou que o homem suspeito de ameaçar uma criança de cinco anos com uma arma é um tenente do Exército, que não teve o nome divulgado. O caso ocorreu no domingo (21), em um restaurante no bairro Macaúba, Zona Sul de Teresina.

O militar foi denunciado pela família da criança suspeito de agredir e ameaçar o menino, depois que ele supostamente teve um desentendimento com o filho dele, também criança. A vítima foi encontrada trancada no banheiro feminino pela mãe, depois de 'desaparecer' da área de brinquedos e relatou o que o pai do coleguinha tinha apontado a arma para ele.

De acordo com a assessoria do 25º BC, o militar já foi lotado no quartel de Teresina, mas foi transferido para um batalhão em Manaus, não tendo mais nenhum vínculo com o batalhão piauiense.

"Não temos informações sobre ele, já que não é mais subordinado ao 25 e sim ao batalhão em Manaus. Mas, ele foi orientado a resolver os problemas dele pelos trâmites legais", informou o tenente Borges, da assessoria do 25 BC.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) da Polícia Civil do Piauí. Até esta quinta-feira (24), ele não havia sido ouvido pela polícia.

Segundo a delegada Lucivânia Vidal, o tenente é pai de outra criança e pode responder pelo crime de ameaça.

Entenda o caso

Câmeras de segurança do restaurante registraram o momento em que a mãe do menino e outros familiares discutem com homem (veja no vídeo acima).

Em vídeos compartilhados nas redes sociais, a mãe da criança relatou o episódio. Segundo ela, o filho brincava em uma área infantil do local, quando não foi mais visto. Minutos depois, foi encontrado trancado no banheiro do restaurante.

“Estávamos eu e minha família jantando, nos divertindo, quando, de repente, avistei um cara muito alterado, falando que estava procurando o pai ou a mãe de uma criança de óculos. Logo deduzi que fosse o meu filho. Então, saímos à procura dele”, contou.

“Foi uma sensação horrível. Consegui encontrar meu filho no banheiro feminino do restaurante, trancado, no chão, desesperado, dizendo que o pai de um amiguinho tinha mostrado a arma pra ele e dito que ia matar ele”, completou a mãe.
Em outro registro divulgado, o menino, bastante assustado, contou que o agressor chegou a pedir que o filho dele também segurasse a arma para ameaçá-lo.
“Ele queria me bater, foi atrás de mim, eu corri pro banheiro. Ele mostrou uma arma pra mim e ficou tentando bater no meu pescoço. Até o menino. O pai dele deu uma arma pra ele me dar um tiro”, disse a criança.

Ainda segundo a mãe da vítima, quando questionado sobre o motivo da agressão, o homem afirmou que os dois meninos tiveram um desentendimento durante uma brincadeira. De acordo com ela, o suspeito assumiu a atitude, afirmou que até faria novamente e foi embora do local.

Fonte: G1 notícias do Piauí

Dê sua opinião: