Acompanhe

Capitólio: Corpo de Bombeiros confirma 10 mortos após queda de paredão

Cinco vítimas foram identificadas
Compartilhar no WhatsApp Compartilhar no Telegram

Acidente vitimou dez pessoas

Acidente vitimou dez pessoas Foto: Reprodução

Os dois últimos corpos da queda do paredão no Lago de Furnas, em Capitólio no sábado (8), foram encontrados na tarde deste domingo (9). A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros de Minas Gerais durante coletiva de imprensa.

Ao todo são 10 mortos no acidente. Sete foram encontradas no sábado e as outras três neste domingo.

Duas vítimas já foram identificadas, mas só o nome de uma delas foi divulgado (leia detalhes mais abaixo). Todas as pessoas estavam na lancha chamada "Jesus". Eles estavam hospedados em um rancho em São José da Barra e eram familiares e amigos uns dos outros.

As equipes de buscas não trabalham mais com a possibilidade de desaparecidos. A rocha atingiu mais três embarcações que estavam na área por volta das 12h30, segundo os bombeiros. Um vídeo mostra o momento em que as lanchas são atingidas.

Segundo os bombeiros, partes de corpos foram encontrados e levadas para a Polícia Civil. As buscas continuam para encontrar outros fragmentos. O Governo de Minas Gerais decretou luto oficial de três dias em todo o estado.

O porta-voz do Corpo de Bombeiros disse, em entrevista para a GloboNews que não há previsão para o fim das buscas em Capitólio.

Feridos
2 pessoas com fraturas expostas foram para a Santa Casa de Piumhi, a cerca de 23 km de Capitólio;
Um paciente internado na Santa Casa de Passos, a 74 km de Capitólio, é um jovem de 26 anos e morador de Pimenta (MG). Ele será deve ser operado nesta segunda-feira (10) e em seguida deve ter alta; a terceira pessoa que estava internada em Passos foi para um hospital particular e está estável.

Trabalho de buscas e identificação
A Polícia Civil confirmou na manhã deste domingo a identidade de um dos mortos no acidente. Segundo o delegado regional da Polícia Civil de Passos, Marcos Pimenta, é Júlio Borges Antunes, de 68 anos.

Ele era de Alpinópolis (MG). O corpo já foi liberado para a família e deve ser enterrado ainda neste domingo (9) em São José da Barra (MG).

Em nova entrevista na tarde de domingo, as autoridades informaram que uma segunda pessoa foi identificada, mas o nome não foi divulgado. A polícia aguarda a resposta dos laudos e dos testes de DNA para ter a comprovação oficial da identificação das vítimas. O mais jovem do grupo tinha 14 anos.

Vítimas que ainda aguardam identificação oficial:
Homem de 40 anos, natural de Betim (MG) - piloto da lancha
Mulher de 43 anos, de Cajamar (SP)
Jovem de 18 anos, de Paulínia (SP)
Homem de 67 anos, de Anhumas (SP)
Mulher de 57 anos, de Itaú de Minas (MG)
Jovem 24 anos, de Campinas (SP)
Homem de 35 anos, de Passos (MG)
Jovem de 14 anos, de Alfenas (MG)
Homem de 37 anos, de Itaú de Minas (MG)

Fonte: globo.com

Dê sua opinião: